• Equipe MRinfo

Saiba quais são os tipos de cloud computing e suas diferenças

Atualizado: 26 de Jul de 2019


O investimento na computação em nuvem tem sido adotado como uma opção por muitas empresas. Isso porque a chance de manter rotinas mais flexíveis, ter maior mobilidade e capacidade de atender a demandas do mercado é fundamental para que o negócio possa atingir melhores resultados e conseguir expandir os seus serviços.


Mas para que o investimento nessa tecnologia seja feito da melhor forma possível, o empreendimento precisa adotar o tipo de nuvem correto. Quer saber quais são os tipos de cloud computing existentes? Então, leia o post que preparamos até o final!


Quais as vantagens da nuvem?


O cloud computing pode trazer vários benefícios para empresas. Em conjunto, eles tornam o negócio mais eficaz e capaz de lidar com demandas do mercado. Veja algumas das vantagens de adotar essa tecnologia!


Maior proteção contra desastres


A nuvem pode garantir que a empresa tenha uma alta capacidade de manter-se operacional. Sempre que um problema local ocorrer, o negócio conseguirá retomar as suas atividades rapidamente, uma vez que sistemas e dados continuarão disponíveis via web. Assim, quedas de produtividade serão muito menos frequentes.


Redução de custos


A redução de gastos é outro ponto-chave da nuvem. Uma vez que nesse modelo de solução de TI a companhia paga apenas por aquilo que ela utiliza, os gastos cairão rapidamente. Assim, a empresa terá uma quantidade de recursos muito maior para investir em TI (e em outros setores) em médio e longo prazo.


Possibilidade de realizar backups automaticamente


A criação de backups automatizados e abrangentes também é uma das vantagens da nuvem. Dessa forma, a companhia consegue configurar vários dispositivos para terem os seus dados sincronizados automaticamente e, assim, diminuir o tempo necessário para executar rotinas de backup.


Quais os tipos de cloud computing?


O investimento na nuvem começa com a escolha do tipo de serviço mais alinhado às necessidades da empresa. Confira abaixo as três opções de cloud computing existentes no mercado!


Nuvem pública


A nuvem pública é um dos modelos mais populares de cloud computing. Nela, a empresa paga pelo acesso a recursos gerenciados por outra companhia. Além disso, a infraestrutura é compartilhada com outros usuários, reduzindo custos.


Nuvem privada


Na nuvem privada, o negócio possui total controle sobre a maneira como a infraestrutura é gerenciada e modulada. Isso permite ao empreendimento definir sistemas e normas de uso conforme as suas demandas. Assim, a nuvem pode ser aproveitada por completo.


Nuvem híbrida

A nuvem híbrida combina características da nuvem privada com a nuvem pública. Isso permite ao empreendimento ter mais flexibilidade no seu dia a dia: recursos poderão ser combinados para criar rotinas mais ágeis e dinâmicas.


Qual é o melhor?


Dentro dos modelos de cloud computing existentes, a nuvem privada pode ser o mais interessante para uma empresa.


Afinal, a chance de ter o controle total sobre a infraestrutura de cloud computing e o modo como os serviços estão estruturados criam um ambiente de maior agilidade, performance e qualidade. Todos os sistemas e dados estarão alocados conforme as demandas internas, evitando uma série de riscos.


Em outras palavras, apesar do custo médio mais alto, a adoção da nuvem privada pode servir de base para que a companhia atinja os seus objetivos mais facilmente. Além disso, essa ferramenta cria um ambiente de trabalho mais confiável e robusto, uma vez que a empresa não precisará de terceiros para dar aos seus profissionais a infraestrutura ideal de trabalho.


Além disso, dos tipos de cloud computing, a nuvem privada está entre o mais eficaz para lidar com dados privados. Se você quer conhecer outras técnicas para trabalhar com esse tipo de registro, veja as nossas dicas para gerenciar informações sigilosas!