• Equipe MRinfo

Segurança de dados: como saber se é realmente efetiva?




A capacidade de uma empresa proteger-se de ataques digitais tornou-se um fator estratégico para vários negócios. Companhias de vários setores precisaram revisar as políticas utilizadas para maximizar a segurança dos dados internos e, assim, manterem-se com uma infraestrutura de TI confiável e robusta.


Se de um lado negócios enfrentam ameaças cada vez mais prejudiciais, eles também precisam lidar com falhas de segurança que podem causar problemas graves.


Recentemente, uma vulnerabilidade mostrou ao mundo que todas as redes Wi-Fi feitas com o protocolo WPA2 estão sujeitas a ataques. Outro fato interessante: pesquisadores revelaram que quase todos os processadores x86 feitos nos últimos 25 anos estão sujeitos a ataques que podem revelar informações privadas de usuários simulando solicitações legítimas ao kernel.


Para evitar as ameaças do ciberespaço, a empresa deve possuir uma política de segurança de dados robusta e abrangente. Ela precisa incorporar todos os setores, evitando que falhas não sejam detectadas rapidamente, dando os meios para que técnicos consigam eliminar problemas rapidamente e, ao mesmo tempo, criar mecanismos para proteger toda a infraestrutura de serviços digitais. Assim, usuários podem trabalhar com a segurança de que os seus registros estarão livres de ameaças.

Mas por onde começar a avaliar a política de segurança de dados? Confira abaixo 4 pontos importantes!


2. Avalie as políticas de backup


As políticas de backup permitem que a empresa mantenha os seus dados acessíveis e os seus sistemas recuperáveis mesmo em casos de falhas ou ataques virtuais.


Avaliando como elas estão planejadas, o gestor pode garantir que, após a queda de um serviço, a sua retomada será a mais rápida possível.


Faça testes regulares para identificar se os backups estão íntegros. Além disso, verifique se as métricas utilizadas para definir os intervalos entre cada cópia estão adequadas às necessidades da empresa, mantendo a política de backups funcional.


O ideal é que:

  • os registros mais importantes e modificados com maior frequência tenham cópias criadas com intervalos menores;

  • ao mesmo tempo, dados que são pouco relevantes podem ser eliminados dos processos de backup;

  • já registros pouco modificados não precisam de novos backups frequentemente.

A companhia precisa investir em pelo menos de duas soluções de backup. Isso dará redundância aos dados, impedindo que a falha de múltiplos dispositivos também afete o local em que as cópias estão armazenadas. Com isso, elimina-se a chance do empreendimento ficar sem os seus arquivos quando algum problema ocorrer.


As políticas de segurança também precisam incluir os backups. Nesse caso, é importante que a empresa crie mecanismos de controle, impedindo que pessoas não autorizadas tenham acesso aos registros que forem incluídos em cada procedimento.


2. Identifique como um plano de mitigação e gestão de riscos pode ser utilizado


Os planos de mitigação de gestão de riscos dão uma capacidade maior para a empresa controlar diferentes ameaças que podem afetar a sua infraestrutura e os seus serviços de TI. Elas são importantes para garantir uma posse efetiva sobre a segurança dos dados internos, uma vez que a empresa terá as ferramentas necessárias para identificar como diversos fatores conseguem comprometer a segurança do usuário em médio e longo prazos.


Crie estratégias para rastrear, avaliar e mitigar os diferentes riscos que afetam os processos de gestão de TI. Elas precisam ser divulgadas para todos os profissionais do setor, evitando que alguém trabalhe fora das normas de proteção internas. Lembre-se: times trabalhando sem alinhamento é algo que gera conflitos e pode impactar diretamente no sucesso das estratégias da empresa.


Faça um levantamento abrangente sobre todos os pontos que podem afetar a segurança interna dos usuários e categorize os de maior impacto, verificando como é possível solucioná-los. Assim, a empresa conseguirá preparar-se com maior precisão para enfrentar tais ameaças.


Não se esqueça de sempre testar e avaliar se os procedimentos de segurança digital são realmente eficazes. Mantenha a política de proteção alinhada com o perfil da empresa e da sua infraestrutura, evitando que o empreendimento fique exposto por longos períodos.


3. Garanta que o monitoramento de recursos seja eficaz


O monitoramento de recursos é uma importante estratégia para mitigar riscos, rastrear ameaças e validar políticas de segurança de dados. O investimento em soluções desse tipo é um fator estratégico que contribui para a empresa manter-se sempre com a melhor performance possível.


Ataques e problemas são detectados rapidamente pelos profissionais de TI. Além disso, o gestor possuirá mecanismos para avaliar como cada medida de segurança impactou o negócio.


Monitore continuamente os recursos de rede e a infraestrutura de TI em busca de problemas. Avalie se contas estão comprometidas e crie mecanismos de bloqueio automático. Uma vez que um ataque, atividade suspeita ou brecha de segurança tenham sido detectados, aplique medidas corretivas rapidamente, evitando grandes prejuízos.


4. Instrua profissionais a terem medidas básicas de segurança incorporadas no seu dia a dia


Um dos passos mais importantes para as políticas de segurança digital funcionarem é garantir que toda a empresa tenha uma rotina sólida e segura. Portanto, instrua todos os setores a terem rotinas básicas de proteção incorporadas ao seu dia a dia, tais como:

  • uso de senhas complexas e autenticação de dois passos;

  • adoção de VPNs em redes de wi-fi públicas ou desconhecidas;

  • não utilizar pen drives e outras mídias externas nas máquinas da empresa;

  • manter o filtro de SPAM ativo;

  • bloquear a execução de macros em documentos de texto, planilhas, slides e arquivos pdf.

Tais procedimentos podem causar um grande impacto no dia a dia da empresa. Eles mitigam grande parte dos ataques, contribuindo para que se consiga trabalhar livre de ameaças digitais. Ao mesmo tempo, são fáceis de serem executados e podem ser adotados em qualquer plataforma digital.


A segurança de dados nunca foi tão importante para empresas. Garanti-la permite que usuários de serviço de TI tenham acesso a soluções sólidas que causam um grande impacto no seu dia a dia.


Se você gostou das dicas e quer saber mais sobre esse tema, além de receber sempre as nossas dicas, assine já a nossa newsletter e fique por dentro do assunto!


 

Temos um modelo de contrato ajustado à necessidade da sua empresa, entre em contato,  teremos prazer em atendê-lo.

 Fale Conosco por e-mail, telefone ou formulário .

atendimento@mrinfo.com.br

Tel: (21) 3439-7117  /  (21) 3269-1258

(21)99973-5413

Sede: Av. das Américas 18.500 sala 528

Recreio dos Bandeirantes , Rio de Janeiro

Polos Técnicos: Barra, Pavuna, Realengo e Tijuca